30 de jun de 2010

Moda Com pipoca

Em 1992 o diretor Francis Ford Coppola mostrava ao mundo sua mais nova obra:Drácula de Bram Stoker. O filme, uma adaptação do romance 'Drácula' de 1897, é um primor em todos os sentidos, adaptação,  interpretação (Gary Oldman!!!), maquiagem, direção de arte e é claro, figurino.
As roupas criadas por Eiko Ishioka são um show a parte. Elas conferem um ar de superioridade aos personagens femininos da história que impressiona, além de exalarem sensualidade em cada fio de tecido, principalmente os usados pela personagem de Sadie Frost, Lucy. Abaixo você confere os principais looks do filme e entende porque eles conquistaram o Oscar daquele ano.

O vestido vermelho usado por Winoma Ryder na cena do jantar com Drácula já merecia todos os prêmios.

O figurino da personagem Mina (Winoma Ryder) é o comportado mas rico em detalhes e elegância.

Já Lucy (Sadie Frost) abusa dos decotes e transparências. A 'camisola' laranja (abaixo) usada na cena em que ela é 'possuída' por um lobisomem fala por si.


Já 'vampirizada', Lucy usa um modelito meio vestido de noiva, meio mortalha.

29 de jun de 2010

Copa Fashion

Confesso que estava muito pessimista em relação a nossa seleção, por isso nem me empenhei em criar um modelo de camiseta como geralmente faço essa época. Hoje, apesar de ainda não estar muito satisfeito com o nosso desempenho, me sinto mais feliz para escolher alguns modelos de camisas bem bacanas e originais que encontrei. Se você quer um visual diferente do resto da torcida na sua casa, ainda dá tempo de comprar seu modelito nos mais variados estilos e preços. Dica: o verde, ainda que não muito 'conhecido' no meio dos torcedores, cai muito bem esse verão.

 Modelo drapeado com manga bufante da Giulia Borges (R$ 138) e versão pastel da bandeira do Brasil pela Amapô (R$ 127).
Ivasão das polos: Com listras verticais da Toulon (R$ 88), e estrelada da C&A (R$29,90).
 Mais listras: Verde, amarelo, azul e cinza, da DC Shoes ( R$ 131,25) e os tradicionais verde e amarelo na Reserva (R$ 269).
 Modelo da Khelf em branco e verde (R$125), e da Balasarae (R$127).
 Modelo com listra central verde da Wöllner (R$139,80) e o amarelo básico da Camisaria Colombo (R$29,95).

28 de jun de 2010

Sorte no pé


Mais um dia de jogo da nossa seleção! Se você acha que precisa de mais um amuleto para dar sorte aos nossos craques, ai vai uma dica bem fashion: A empresa Happy Socks, especializada em meias decoradas, está trazendo uma coleção com desenhos inspirados nas bandeiras dos países participantes da Copa do Mundo de 2010. Oito países estão representados nas meias: Argentina, Brasil, Inglaterra, França, Alemanha, Holanda, Itália e África do Sul, com as estrelas dos campeões devidamente bordadas.

24 de jun de 2010

Inspirações do dia

Como não poderia deixar de ser, encerro o dia de hoje com o grande Armani  e as fotos do último dia de desfiles em Milão. As imagens da sofisticada, sóbria e elegante coleção falam por si: blazers bem ajustados, sapato social com solado branco (yes!), bolsa masculina, coletes (yes de novo!), cinza (!!!!) e algo muito, mas muito próximo da perfeição!









São João


Hoje é o dia dele: São João. E se você não está afim de ir com aquela cara de fantasiado às inúmeras festas que rolam este mês, aqui seguem algumas dicas salvadoras:

-Vestido sempre é uma escolha correta. Abuse dos florais este verão, acinturados ou de cintura alta.


-O velho xadrez que se multiplica esta época vai bem se você souber usá-lo. Prefira os tons pretos ou vermelhos.

- Os artesanais, com bordados, rendas e apliações também estão em alta, sobretudo a renda, mas tome cuidado para não exagerar e ficar regional demais.


-Para os meninos a escolha é menos complicado e mais óbvia: xadrez com certeza. Mas atenção na escolha, se você não quiser parecer muito uma mesa de cozinha. A camisa do Gianechini (abaixo) é perfeita! 




-Agora se você realmente quer fazer a diferença, e tiver coragem de usar um look parecido com o mostrado pela R.Goove no último fashion Rio, aí...você é o cara!



Si Signore! (parte 2)

Continuando nosso passeio pelos desfiles da temporada Verão 2011 em Milão, vou tentar segurar o meu queixo por aqui...


Trazendo para a passarela os ícones da boemia dos anos 60, como os Rolling Stones e John Paul Getty Jr, a Gucci mostrou porque é uma das marcas mais tradicionais nas semanas de moda do mundo. É para olhar e sonhar com as peças de alfaiataria skinny, paletós acinturados, calças e bermudas mais justas e curtas (olhe isso!), cardigãs, jaquetas estilo motoqueiro e mochilas de couro. A coleção parece ser feita especialmente para o homem moderno e estiloso que pode  e deve habitar cada um de nós.






Já tinha registrado aqui no blog minha babação pelo Hotel que a Maison Mochino mantêm em Milão. Agora com o desfile da marca fiquei ainda mais feliz, até porque, achei os looks apresentados muito usáveis em nossa terrinha. As coloridas calças que mostram o retorno dos anos 80 na moda (uhuu!), as camisetas, e os terninhos justos e mais curtos, sobreviveriam tranquilamente ao nosso calor e ao tabu que ainda ronda a moda masculina local.




O pique-nique retrô e super elegante de Domenico Dolce e Stefano Gabbana trouxe para uma passarela de grama confortáveis cardigãs, suéteres, camisetas, paletós, jaquetas, bermudas e calças com modelagens mais soltas e barras enrolada. Não posso esqueçer o belo xadrez vichy usado em camisas, shorts, blusões e em acabamentos. Sinceramente não saberia qual o melhor. 

 

 Se já achei que as roupas da Mochino dariam certo por aqui, o que não dizer então das estampas da Etro e os tons acinzentados da Iceberg? Olhe e diga você mesmo!
Etro
 

 Iceberg


Ela pode!

A modelo brasileira Gisele Bündchen apareceu magérrima na campanha primavera-verão da grife italiana de biquínis Calzedonia. Até ai nenhuma novidade, não fosse pelo fato das fotos terem sido tiradas em Fevereiro, ou seja, apenas 2 meses após Gisele ter dado à luz seu primeiro filho, Benjamin. Cada dia tenho mais certeza que não existe ninguém feio nesse mundo...



23 de jun de 2010

Si Signore!


A temporada Verão 2011 em Milão começou com uma enchurrada de elegância para a moda masculina nas mais badaladas marcas do planeta!

A Calvin Klein desfilou a sua já conhecida estética minimalista, com referênias esportivas em tons de cáqui desejáveis até a última fibra, variações de azul e cinza, além do velho e sempre infalível preto (aposte nele esse verão!). As mini-blusas não serão muito bem vista nestas bandas paraense, (ou devo dizer brasileiras?), no entanto as peças com materiais plastificados semelhante ao couro e os efeitos chapiscados são impossíveis não querer.










A Prada surgiu com referências à uniformes e uma invasão em azul. Com ternos básicos de três botões, suéteres coloridos, calças bastante ajustadas e uma alfaiataria entre o tradicional, o justo e o largo, a griffe trouxe ainda tons vibrantes de amarelo e laranja em algusn detalhes das peças. Os ternos pretos e off-whites são objetos de desejo para qualquer figurino de trabalho mais antenado. Pena que não é pra qualquer um!