31 de ago de 2010

Prêmio Multishow 2010

Aconteceu no último dia 24 de Agosto o Prêmio Multishow 2010, que reuniu diversos famosos/fashionistas de plantão. Para conferir o visual das celebridades tupiniquins no tapete vermelho, fiz um termômetro de bom gosto (o meu, claro!), e fiquei bem decepcionado com o que vi por lá. Tudo muito carregado, óbvio ou simplesinho demais, nada que fosse na medida certa para impressionar. Dê a sua própria nota:

 Monique AlfradiquThaila Ayala e Antonia Fontenelle estavam entre as divas da noite, apostando em volumes, decotes, metalizados e no corpão que elas têm.

Bruna Marquezine e Fernanda Freitas escolheram o velho pretinho e também acertaram, com composições seguras e marcantes. "Na dúvida, vá de preto!" Já a Mayana Moura parece que ficou na dúvida e se perdeu. Ela pode ser (ou tentar ser!) fashion o quanto dizem, mas eu não gostei.

 A partir de agora os acertos foram bem poucos. A atriz Ana Furtado é toda classuda e sempre sabe como se vestir por ai, apesar do look dela estar um pouco fora da estação. A Cláudia Leite foi um caso parecido com o da Ana, mas tinha o agravante de uma composição indefinida. Já a Larissa Maciel arrajou uma meia preta bem desnecessária.

A Mariana Ruy Barbosa acertou no brilho como tendência para o Inverno, e soube usá-lo nas suas proporções. Mas a Ana Lima e Daniele Suzuki (de onde ela tirou aquela meia e cinto?) exageraram na dose.

Fernanda Lima apostou num visual rock sexy e fez bonito, apesar da foto não favorecê-la muito. Fernanda Paes Leme podia ter deixado em casa o sapato, e a Ana Carolina (que pegou o sapato de algum amigo emprestado) pesou geral no visual. Muito masculina? Ah! Nada que você não saiba...

30 de ago de 2010

O Imperador

Tive a oportunidade de assistir há 2 semanas atrás (mas só agora lembrei de postar!) ao documentário 'Valentino: O último imperador'. O filme, dirigido por Matt Tyrnauer, jornalista da Vainy Fair, acompanha o estilista no período entre a comemoração de seus 70 anos e o desfile/espetáculo que marcou seus 45 anos de carreira. Mas é, sobretudo, um retrato íntimo da vida de Valentino Garavani, o início da sua carreira, o fascínio pela moda que o dominou desde muito jovem, o contato e amizade com grandes estrelas de Holywood  (Audrey Hepburn, Elisabeth Taylor), os vestidos vermelhos vaporosos que criaram um novo tom para a moda, além é claro, do relacionamento com seu sócio e  companheiro de toda a vida Giancarlo Giammetti.
Mas atenção! Quando digo retrato íntimo, ainda é pouco para definir a sinceridade e verdade com que é feito o documentário. O diretor literalmente invade a vida de Valentino, suas casas, seus escritórios, testemunha a criação de peças incríveis (aquele vestido branco plissado...), de como os vestidos são feitos todos a mão, as provas de vestidos nas modelos, além de presenciar discurssões de funcionários durante a confecção das roupas, e do próprio Valentino com Giancarlo. Se você estuda, gosta, trabalha ou entende tudo sobre moda, assista o documentário e sinta-se mais humilde diante da genialidade de Valentino, (histérico às vezes, mas gênio!) que com certeza já nasceu com a arte impressa em seu DNA, e é um dos últimos grandes nomes da moda ainda vivo.

 O 'Vermelho Valentino' em tecidos como musselina, organdi, cetim e crepe. O estilista se encantou pelo vermelho e fez da cor uma de suas assinaturas.
No final da década de 80, lançou a coleção inspirada no Wiener Werkstätte, movimento artístico do início do século 20 formado por artesãos vienenses, com desenhos geométricos baseados em mobiliário e arquitetura, bolas gigantes, listras largas e quadrados.
Valentino foi o primeiro estilista italiano a conquistar a exigente França, o que aconteceu nos anos 80. Ele procurava valorizar a feminilidade e beleza da mulher através de seus famosos bordados, plissados e pregas (horizontais e verticais).
Valentino decidiu se aposentar em Setembro de 2007, depois que sua marca foi comprada por um grande conglomerado. "Por isso, decidi que este é o momento perfeito para dizer adeus ao mundo da moda", escreveu Valentino em um comunicado à imprenssa, "ao estilo dos ingleses, gostaria deixar a festa enquanto ainda há gente nela".

27 de ago de 2010

Que o nosso fim de semana seja que nem do fofinho ai em baixo, despreocupado, inocente, com uma pitada de 'foda-se todo mundo'. Vou tentar!


Colcci Verão 2011


Já tínhamos visto uma prévia da coleção durante o desfile no último SPFW. Agora a Colcci lança o editorial da campanha que traz Gisele Bündchen e Reynaldo Gianecchini devidamente melecados. Eu já não tinha gostado desse visual óleo+água (dos modelos!) durante os defiles, achei bem estranho, e agora vendo as fotos da campanha gosto menos ainda. O jeito é tentar 'esqueçer' Gisele e Reynaldo (???) com seus cabelos lambidos e se deter aos modelos inspirados no ilusionismo pop, com muitas transparências (incluindo os jeans!), sobreposições de telas, jeans estampados, e uma cartela de cores que remete aos anos 90.




Detalhe do Making Off da Campanha.

Faxina com estilo


Madonna mais uma vez aparece como garota propaganda da Dolce & Gabanna em um novo anúncio. Nas fotos, a cantora aparece esfregando o chão, a exemplo de como aconteceu na campanha Primavera-Verão 2010 da grife italiana, em que ela também aparecia em outras 'situações domésticas', no maior estilo cinema neorrealista italiano. Ela pode, fazer o que?
 
 Campanha Primavera-Verão da Dolce & Gabanna, com fotos de Steven Klein

24 de ago de 2010

Beleza Universal


Concurso de Miss Universo é batido, cansativo e ligeiramente brega (pra não dizer totalmente). Mas  ontem, quando mudo de canal, me daparo com a edição 2010 desse peculiar certame, que para minha surpresa, foi além do que esperava.
Não sei dizer o que prende a atenção de alguém num concurso assim. Seria torcer pela condidata do seu país? Duvido muito. Ou quem sabe assistir um belo show? Duvido mais ainda. Seria talvez um certo 'charme' kitsch com um toque carnavalesco? Acho que é por ai.
Esse ano, o evento que já beirou o esquecimento, veio com uma tentativa de re-glamourização (se é que isso é possível!), aliada à uma produção grandiosa e um elenco de misses deslumbrantes. Começando pela candidata brasileira, Débora Lyra, que nem ficou entre as 15 finalistas, ou a lindíssima miss irlandessa, Rozanna Purcell, e claro, a grande vencedora, Jimena Navarrete, uma mexicana que lembra muito a miss Brasil Nathália Guimarães, que bateu na trave em 2007.
A verdade é essa, por mais nua e crua que seja: concurso de Miss Universo faz parte desa salada pop que permeia o mundo, e ainda vai continuar por um bom tempo, ou pelo menos até quando Donald Trump viver. Para o bem ou para o mal.

 A Miss Universo 2010, Jimena Navarrete, com seu vermelho e esvoaçante traje de gala, do estilista Benito Santos.


 Rozanna Purcell (miss Irlanda) e sua beleza arrasadora, garantiu uma vaga entre entre as 10 finalistas; Já Debora Lyra do Brasil, foi eliminada na segunda fase do concurso, que elegeu e bela Jimena como a mais bonita do mundo.

 Vê se não tenho razão de babar pela miss Irlanda.


20 de ago de 2010

Para encerrar a semana feliz duas imagens inspiradoras:

Sonho vintage entre luzes e galhos...

E os tênis sorvetes made in Japan, que infelizmente só duram até esse fim de semana.

O nome é: Dalton Ghetti


Quando vi o que esse cara consegue fazer, me senti a pessoa mais medíocre dessa terra. Explico. O artista louco em questão é carpiteiro há 25 anos, se chama Dalton Ghetti, é brasileiro e atualmente mora nos EUA. Até ai tudo bem, se não fosse pelo fato de que Dalton cria obras de arte em pontas de lápis (tem gente pra tudo!), usando apenas 3 ferramentas 'básicas': uma lâmina de barbear, agulhas de costura e faca. 
Ele é tão enjoado que nunca usou lupa para realizar seus trabalhos, nunca vendeu nenhum deles (apenas para presentear os amigos) e ainda guarda uma caixa com 100 peças esculpidas. O maior tempo que trabalhou em uma escultura foram dois anos e meio, sendo que  o tempo normal levaria alguns meses. Incrível!


19 de ago de 2010

MODA RECICLADA


Um projeto bem bacana feito pelo Morumbi Shopping, em São Paulo, está de volta e promete repetir o sucesso do ano passado. Trata-se do MODA RECICLADA, que funciona assim: você vai no seu armário e seleciona aquelas peças que não vai mais com a cara. Depois leva tudo até o Morumbi Shopping e entrega no posto de doação (no pavimento térreo), de onde as peças serão enviadas para uma avaliação e releitura completa feita pelo Alexandre Herchcovitch.
O estilista contará com a ajuda de costureiras de uma comunidade carente, que darão um banho de estilo na sua roupitcha desprezada. O melhor de tudo é você vai poder assistir a transformação,  porque será construído um ateliê de vidro no atrium do Morumbi Shopping. Terminado os trabalhos, o ateliê se transforma em uma grande loja da moda reciclada, onde serão vendidas as peças.
Toda a renda obtida com a venda das roupas será revertida para a Ong Florescer. Mais informações você encontra no site do projeto, que oferece também dicas de reciclagem e outros 'itens de sobrevivênia'.

DOAÇÕES ATÉ O DIA 1° DE SETEMBRO!

A vida é um doce!


A top francesa Laetitia Casta toda sessentista em um ensaio para a Vogue russa. Clicada por Matt Irwin, a modelo esbanja beleza com sua candy-colors, essas 'corzinhas' em tons pastéis que mais lembram torrões de açúcar, algodão doce e maria mole. Elas apareceram com sucesso no verão aqui no Brasil, e parecem continuar por ai.
O styling é de Simon Robins, que elegeu peças Rochas, American Apparel, Chanel, Jean Paul Gaultier, Miu Miu, Alberta Ferreti, Dior e Prada. Hajam balas e babadores!





Cavalera+Música


A Cavalera acaba de reforçar o vínculo entre moda e música. Neste mês de Agosto, todas as peças de jeanswear da marca vêm com um presente para os consumidores que não desgrudam do velho e bom mp3: fones de ouvido coloridos vão acompanhar as peças masculinas e femininas. Rosa, laranja, amarelo, verde e azul são os tons dos fones, que vêm embalados dentro das calças, shorts, bermudas e saias da marca.



Inspirações


Mais uma edição do 'Workshop de Lançamento do Diário de Inspirações para o Design de Moda' acontece este mês. Promovido pelo SEBRAE, agora na edição Inverno 2011, o evento trás as principais tendências da próxima estação. O Workshop será realizado no Hotel Regente (Av. Gov José Malcher, 458) às 19hs, e as incrições são gratuitas e podem ser feitas nos emails que você confere acima.

18 de ago de 2010

Moda com Pipoca

'Os Delírios de Consumo de Becky Bloom' é aquele tipo de filme que tem todos os elementos pra agradar a mulherada (ou quase todas!). A história da hilária 'shopaholic' vivida pela ótima Isla Fisher tem moda, romance, conquistas profissionais e um belo final feliz. Rebecca Bloomwood, ou apenas Becky, é uma jornalista muito sem grana que gasta o que tem e principalmente o que não tem em roupas, bolsas e sapatos de grifes.
Criador e criatura: casaco de Matthew Williamson e blusa Dior (croqui 1); vestido Zac Posen, botas Todd Oldham e bolsa Gucci (croqui 2).
Vestido xadrez D&G e sapatos Dior (croqui 1); Bolsa Miu Miu, casaco Prada e sapatos Dior (croqio 2).


A partir dai você vê na tela desfiles de marcas como Christian Louboutin, Balenciaga, Prada e Marc Jacobs, mas curiosamente, as combinações coloridas e exageradas da protagonista lhe conferem um visual carregado e um tanto duvidoso, apesar das etiquetas famosas. É algo como uma 'Ugly Betty' vestida por uma expert no assunto. Patricia Field é a expert em questão, que assina mais uma vez o figurino de um filme que tem a moda como pano de fundo, como fez em 'Sex and the City' e 'O Diabo Veste Prada'. 
O vestido da última foto, usado na cena de um casamento, é de Patricia Field e jaqueta Vintage.

 
Talvez por isso as roupas que aparecem na tela tenham uma sensação de 'já vi isso antes', além dos previsíveis clichês de um filme que tem como personagem principal uma mulher que é compradora compulssiva: mulheres+compras +autoafirmação. Isso, porém, não tira o mérito do filme e de seu figurino estrelado, e ainda rende momentos impagáveis como as visões com manequins seduzindo-a para levar algum produto ou quando a jornalista procura um grupo de autoajuda e deixa os membros ainda mais sedentos para usarem seus cartões de crédito.

 Look Vintage novamente no casaco amarelo combinando com o vestido Vicki Tiel.

 Assista e delire um pouco. Mas caso você se descontrole e saia gastando feito uma louca (ou louco), lembre do que aconselha 'sabiamente' o pai de Becky em uma das cenas finais: "Se a economia americana pode ter bilhões em dívidas, você também pode, e vai sobreviver". É o que eu digo.
 

17 de ago de 2010

Navy

Hoje vamos falar do estilo 'Navy'. Não tem nada a ver com o figurino do filme 'Avatar', com a desculpa da piadinha infame, mas sim uma combinação de listras, marinho, branco e vermelho, que tem destaque cada vez maior nas coleções masculinas mundo afora.
O estilo busca inspiração no visual dos marinheiros, dai o nome navy, ou náutico. A pioneira neste estilo foi, mais uma vez, Coco Chanel, que investiu no romantismo que as roupas remetiam.


As listras que mesclam as nuances de vermelho, azul marinho e branco são praticamente obrigatórias, sendo que os detalhes em dourados também aparecem em motivos marinhos, como nós, âncoras e correntes. Atualmente os looks vêm ganhando mais diversidade no que diz respeito principalmente às suas 'cores básicas', como podemos ver no modelo acima, com o lindo casaco amarelo.


 

16 de ago de 2010

TENTAÇÃO


Com certeza vocês já comeram aqueles brigadeiros de lata de supermercado. Horríveis! Alguns têm até gosto de lata... Não tem jeito, os brigadeiros feitos em casa, com bons ingredientes e muita paciência para mexer até desgrudar da panela, são os melhores!
Foi partindo desse princípio tradicional, e inspirados nas receitas da avó, que os irmãos Fábio e Carol Ludwing abriram a 'Puro Brigadeiria', que fica no bairro Sudoeste, em Brasília. Simplesmente, eles criaram 29 tipos de brigadeiros diferentes, tem até com sabor de caipirinha.


Os brigadeiros são peparados com chocolate Callebout, que é importado da Bélgica, já os demais ingredientes são os velhos conhecidos leite condensado e manteiga. Na brigadeiria você poderá encontrar desde os tradicionais branco e preto, além de queijo com goiabada, de creme brûlée, creme de avelã, crocante com castanha de caju, banana com canela, rapadura, caipirinha, café com leite, maçã verde e mais um monão de sabores.


 Os preços também são ótimos: R$2,70 a unidade (ou comprando até 100 unidades), R$2,40 acima de 100 e R$2,00 acima de 500. Engordar numa hora dessas até que permitido! 

Os irmãos Fábio e Carol Ludwing




Serviço:
PUROBRIGADEIRIA
Endereço: CCSW5, bloco A, Ed. Ômega Center, loja 20-Brasília
Telefone: (61) 3341-3027
Horário: De segunda a sábado, das 9h às 18h

13 de ago de 2010

13


Encare seus medos desse número (que é irracional!)). Ou vá pegar uma praia que é bem melhor!

DUO


Essa notícia não poderia chegar em melhor hora. Meus queridissí(ssissi)mos amigos Lucas Padilha e Geisa Barra formaram uma dupla mais que dinâmica e talentosa, que promete fazer bonito no cenário musical de Belém. Geisa é jornalista, e atualmente apresenta o programa 'Em sua Companhia', da RBA, além de ter uma voz alucinante de tão linda. Lucas (ou Luc para os íntimos) é músico e locutor da Rádio Cultura, mas o melhor de tudo é que ele ainda é meu 'cumpadre'.
Vida longa á esse duo sensacional!


Serviço:
Duo Espresso-com Geisa Barra e Lucas Padilha
Contatos: (91) 81278915 ou 81682295